top of page

3 coisas importantes sobre o puerpério

Atualizado: 30 de jan. de 2023

Depois das turbulências emocionais da gestação, sempre vem o puerpério. Na gestação você estava com seu bebê dentro de si e talvez você estivesse construindo na imaginação como ele seria, pensando como seria segurá-lo em seus braços quando ele chegasse. Der repente chega o grande dia e seu bebê nasce.


E agora?


Na medicina, o puerpério se refere ao resguardo, que é um período em torno de 45 dias para que os órgãos do corpo voltem ao seu lugar de antes da gestação, e os hormônios voltem ao seu equilíbrio, retomando assim, o equilíbrio do corpo.


Mas não somos só corpo, não é mesmo?

Para a psicologia, o puerpério pode levar até 3 anos depois do nascimento do bebê, gerando turbulências emocionais. Por isso, trago 3 coisas que você precisa saber sobre ele para passar por essa fase de forma mais leve possível.



1. Puerpério é o tempo que leva pra você elaborar emocionalmente a sua maternidade e pode levar até 3 anos. Sair de imaginar ter o bebê e tê-lo na realidade é muito diferente, são experiências emocionais distintas e que devem ser consideradas, principalmente, porque não se nasce sabendo ser mãe, se descobre construindo a maternidade na relação com seu bebê. Isso pode afetar emocionalmente várias mulheres de formas diferentes, porque cada mulher é uma e única, e a elaboração da experiência no puerpério pode variar de tempos e não tem nem certo e nem errado nisso. É assim que funciona.



2. Não se iluda pelo que você vê nas redes sociais. A maternidade real não está reproduzida nessas postagens lindas que você vê, de mulheres plenas, lindas, malhadas, produzidas, com o corpo de antes da gestação. A maternidade real é, para muitas mulheres, cansativa e até exaustiva; e você, muitas vezes, não encontra tempo pra si, só para o bebê (mas enquanto ele é recém nascido é assim, depois não precisa mais ser assim). Muitas vezes não dá tempo de ir fazer a unha ou ir ao cabeleireiro ou voltar pra academia, ou se alimentar bem, fora as idas ao banheiro e tomar banho, né? Aquela coisa que você nem sente que fez de tão rápido que foi. Noites mal dormidas causam deficit de sono, stress, dúvidas e até angústia em muitas mulheres nesse período.


A maternidade real não é só tristeza e sobrecarga, nem precisa ser. Também tem suas alegrias, amores e flores, mas o que quero te dizer é que ela também não é só felicidade e plenitude.


3. Não existe mãe perfeita. Então, não se culpe se você esquecer de algo, ou não souber como fazer alguma coisa, ou se você não conseguir identificar de imediato qual o motivo do choro do seu bebê. Tudo isso é um processo de descoberta, de construção da sua própria maternidade, na sua relação com seu bebê.


Procure ajude profissional e lembre-se que você não está sozinha nessa.









52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page