top of page

5 mitos na amamentação

Vamos falar sobre amamentação? Parece loucura que amamentar seja a forma padrão de alimentar bebês desde o início dos tempos e ainda haja uma infinidade de informações que podem atrapalhar sua experiência, tornando-a uma árdua luta.


Quantas dessas mentiras você já ouviu?



1. Leite artificial = leite humano - cada mamífero tem o leite específico para a espécie, com tudo de que o bebê precisa para se desenvolver. Conosco não é diferente! O leite humano é o único capaz de alimentar por completo e proteger o bebê contra doenças.


2. Bebê tem que dormir a noite toda - o leite humano é facilmente digerido, por isso os bebês acordam frequentemente para mamar. Porém o sono é mais profundo, graças aos hormônios maternos.


3. Seis meses é suficiente - os fatores imunológicos e nutritivos do leite não têm data de validade. Na verdade, as defesas e os teores de gordura e energia aumentam no segundo ano de vida do bebê.


4. O peito precisa estar bem cheio - esperar os seios encherem para dar de mamar pode resultar em redução contínua do leite produzido, pois o organismo “entende” que está produzindo em excesso. Se seus seios ficarem ingurgitados, você pode ter ductos bloqueados dolorosos ou mesmo mastite.

5. Chupeta acalma e não faz mal - bebês sugam para responder a diversas necessidades, além da nutrição, e o melhor é que essa sucção aconteça no seio. Qualquer bico artificial introduzido pode levar a mudanças no padrão de sucção no peito, resultando em dor, machucados e produção reduzida.


Mais verdades esclarecimentos sobre a amamentação? Fale conosco!


Agora que você sabe um pouco mais sobre os mitos da amamentação, escolha o que é melhor pra você e seu bebê.


Ainda se sente confusa quanto ao assunto? Procure uma profissional para te ajudar.



41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page