Clampeamento Tardio do Cordão Umbilical. Como funciona e quais os benefícios?

O Cordão Umbilical é uma estrutura pertencente a placenta que possui extrema importância para o período da gestação, sendo o responsável por encaminhar nutrientes e oxigênio para o desenvolvimento do bebê.


Hoje viemos falar sobre o Clampeamento Tardio, ação que está diretamente ligada ao cordão e que oferece benefícios para a saúde do recém-nascido. Se você ainda não ouviu falar sobre esse termo, chegou o seu momento.

Foto: Seana Burglund

O que é Campleamento Tardio?

Após o nascimento, é preciso que o cordão umbilical seja clampeado e logo depois cortado. A partir desse momento o bebê deixa de depender da placenta para se alimentar e respirar.


O Campleamento Tardio, nada mais é do que aguardar entre 1 a 3 minutos após o nascimento (recomendação da OMS), para a realização desse clampeamento e do corte, pois dessa maneira, o bebê consegue receber os últimos resquícios de sangue vindos da placenta, que serão de grande importância para seu futuro.


Dentro dos primeiros 60 segundos, constatou-se que o bebê recebe até 80ml de sangue, podendo chegar a 100 no final dos 3 minutos.


Quais são os benefícios dessa espera?


1. Reservas de ferro aumentadas no momento do nascimento e menor anemia infantil: Estudos revelam uma redução de 61% na taxa de anemia requerendo transfusão de sangue quando o clampeamento tardio do cordão umbilical é praticado.


2. Redução da hemorragia intraventricular: Estudos revelam uma

redução de 59% na taxa de hemorragia intraventricular em bebês prematuros quando o clampeamento tardio do cordão umbilical é praticado


3. Menos enterocolite necrosante: Estudos revelam uma redução de 62% na taxa de enterocolite necrosante entre bebês prematuros quando o clampeamento tardio do cordão umbilical é praticado.


4. Menos sepse(infecção) infantil: Estudos revelam uma redução de 29% na taxa de sepse neonatal em bebês prematuros quando o clampeamento tardio do cordão umbilical é praticado.


5. Menos transfusões de sangue necessárias: Estudos revelam uma redução de 52% na taxa de transfusões de sangue para a pressão

arterial baixa entre bebês prematuros quando o clampeamento tardio do cordão umbilical é praticado.


Fonte: WHO. 2012. WHO Recommendations for the Prevention and Treatment of Postpartum Haemorrhage: Evidence Base. WHO: Geneva

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Pinterest

Gestar

Rua Antônio Silva, 68 - Niterói - RJ
CNPJ: 38.544.620/0001-64

+55 (21) 9 7535 5039

Fotos cedidas por:

Copyright © 2020 Gestar, todos os direitos reservados.