top of page

Não se nasce sabendo amamentar

"Você pode passar a gestação vendo na tv, revistas ou internet a importância da amamentação e a figura de uma mãe plena, vestida em um robe de seda, amamentando seu filho em uma poltrona confortável e fazendo tudo parecer tão simples, natural e sem dor. Entretanto, ao entrar no mundo real da amamentação, você pode se deparar com um contexto diferente". (do livro "Quando o bebê está a caminho" organizado por mim).


Frente à realidade de dor, de sofrimento, de perceber que amamentar não é instintivo, que precisa ser aprendido tanto por você como pelo bebê, em contraste com a idealização e romantização da amamentação, pode haver, muitas vezes um abismo de distância e pode despertar sentimentos muito desconfortáveis em muitas mulheres.


Quero te dizer que não se nasce sabendo amamentar e tampouco o bebê nasce sabendo mamar. O bebê nasce com o reflexo de sucção, mas isso não faz com que já saiba mamar assim que nasce.


Amamentar e mamar demanda uma técnica, que vai sendo aprendida pela mãe e pelo bebê. É um aprendizado e leva tempo. Um tempo que não tem regra, para algumas duplas mãe-bebê leva menos para outras mais e não tem certo e nem errado. E, nesse tempo, pode doer, pode sofrer, machucar e o como cada mulher lida e cuida disso é dela, e não cabe nenhum julgamento e é importante poder cuidar.


Porque sim, quem sofre a dor é a mulher por trás da mãe. O ser humano. É importante se abrir à sua própria pessoalidade e humanidade, porque antes de ser mãe, existe uma mulher que sente, que é afetada pelo que lhe acontece com ela mesma e na relação com os outros. E poder acolher essa mulher, ou seja, poder se acolher é importante para sua saúde emocional e para a sua relação com você mesma. Enquanto isso, você pode cuidar das feridas, sejam elas físicas ou emocionais, ou ambas.


Poder se abrir à sua experiência particular, única, subjetiva com a amamentação é poder sair do que a sociedade e a mídia dizem que tem que ser para o que te é possível, o que você passa, a sua realidade.

44 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page