top of page

Como educar filhos: O segredo para o sucesso

Atualizado: 21 de mar. de 2022


imagem extraída de www.cinepop.com.br

*Alerta de Spoiler*


“Só quando sofremos nos tornamos grandes”.


É o que fala o instrutor de dança de Johnny, no filme “Sing 2”, enquanto tenta ensiná-lo a dançar ballet! O instrutor é rígido e exigente! Critica, humilha, não considera a melhora, mas só espera perfeição. Johnny fica exausto, desmotivado e desacreditado da própria capacidade para aprender aquilo. É aí que ele encontra uma dançarina de rua (Nooshy), que, com muito respeito, bom humor e leveza, valorizando a melhora - consegue ensiná-lo a dançar! O instrutor de ballet fica desacreditado!!!


A fala do instrutor revela a crença - ainda muito presente em nossa cultura - de que sem sofrimento, não há aprendizado! E quero trazer essa reflexão para o âmbito da educação de filhos. Muitos adultos ainda acreditam que precisam fazer seus filhos pagar pelos erros cometidos - através das mais variadas formas de castigos e punições – pois somente sofrendo (pelo menos um pouco) aprenderão a se comportar melhor.


Entretanto muitos – pra não dizer a maioria – desconhecem o fato de que pode-se ensinar sem causar sofrimento! E que sim, crianças aprendem mais e melhor quando se sentem amadas e aceitas incondicionalmente, respeitadas e tratadas com dignidade! É muito mais encorajador aprender num ambiente acolhedor e afetuoso do que num hostil.


Para a surpresa do renomado instrutor de ballet de Johnny, ele aprendeu a dançar, apesar de não ter sofrido para isso! Para muitos pais, isso também é surpreendente!

É verdade que Johnny aprenderia a dançar através dos 2 métodos: o rígido, do instrutor de ballet e o gentil, da dançarina de rua. Qual a diferença entre os dois, então? A principal está no fato de que no primeiro, Johnny aprende com redução de sua autoestima e autoconfiança. O segundo, ele aprende através de se sentir respeitado, encorajado e valorizado, ou seja, através da nutrição de sua autoestima. Com qual desses “métodos” você quer educar seu filho?


Ninguém se sente seguro e confiante depois de ser criticado e humilhado! Então, como já disse Jane Nelsen, “de onde tiramos a ideia absurda de que, para fazer uma criança se sentir melhor, precisamos, antes fazê-la se sentir pior?”


Muitas crianças estão aprendendo “bons comportamentos” a preço de sua autoestima. Correm o risco de se tornar adultos inseguros, ansiosos, viciados em aprovação, sem amor próprio, crítico, perfeccionistas e muitas outras coisas que causam sofrimento à muitas pessoas. Onde tudo isso começou? Na infância. No relacionamento com os pais. Na maneira que foi criado. Isso é pra gerar culpa? Não! Mas é pra gerar consciência e responsabilidade. Você mãe e pai formam o mundo de uma criança, e desde os primeiros momentos da vida de seu filho, as decisões que vocês tomarem como pais vão ajudar a moldar o futuro dele. Cada decisão tomada pode nutrir ou desencorajar as qualidades que você quer promover.


Gostaria de aprender como conseguir ensinar seu filho a ser respeitoso e colaborativo enquanto nutre a autoestima dele? Faça contato comigo por direct ou whatsapp e veja como posso te ajudar! (19) 98845-1982.






35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page