top of page

Lactação induzida em pessoas não gestantes - o que é e como funciona?

Atualizado: 12 de dez. de 2023

É possível induzir a lactação em não gestantes e amamentar. Esse processo é conhecido como "lactação induzida" e pode ser realizado por diversas razões como adoção, parentalidade via útero solidário ou nas relações homo afetivas onde uma pessoa gesta e as duas desejam amamentar.


lactação induzida amamentação

Para isso são utilizadas medicações (SEMPRE com acompanhamento médico, óbvio!) e é necessário estimular a produção de leite através da sucção do mamilo. Isso pode ser feito manualmente ou com a ajuda de uma bomba de extração de leite.


É importante lembrar que esse processo pode levar tempo e requer muito comprometimento e dedicação. Costumo dizer que a parte mais importante do processo é a estimulação com bomba de tirar leite, contudo, é também a parte mais chata e com menor adesão.


Não demora muito e as gotinhas de leite humano começam a aparecer. Como diz minha parceira, Ana Thais Vargas, ginecologista que divide esse trabalho comigo: "não é magia, é tecnologia"!


Em alguns casos, as gotas viram jatos, caem no potinho da bomba e já acompanhamos. Inclusive, doação de leite antes mesmo do bebê chegar (alow, alow isso é exceção!).


Porém, a amamentação requer muito mais do que leite! Requer suporte emocional, físico e prático, e é importante que a pessoa que deseja amamentar tenha acesso a uma consultora de lactação para ajudá-la no processo após a chegada do bebê.


Costumo dizer que produzir leite é fácil (ok, as pessoas que induzem não acham isso não), mas amamentar pode não ser simples. Depende tanto de condições clínicas e anatômicas de quem amamenta e de quem é amamentado, como também do significado que atribuem ao seio, ao corpo, ao lactente, ao ato de amamentar e às circunstâncias econômicas, sociais e culturais.


Não à toa, mesmo passando pelo processo e produzindo algum volume, muita gente opta por não seguir amamentando. É um grande quebra cabeça e ter leite é só uma dessas peças. Mas sabe o que mais me motiva nesse trabalho Exatamente o encaixe dessas pecinhas!



 

Texto escrito por Kely Carvalho, Fonoaudióloga,

Consultora Internacional de Lactação e Embaixadora Gestar





26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commenti


bottom of page