10 dicas para ser tornar uma Rede de Apoio ParticipATIVA

Se você convive com uma gestante ou uma recém-parida, com certeza já escutou o termo Rede de Apoio, né?! Mas, ao escutar, se perguntou como é possível se tornar uma rede de apoio participATIVA, que acolhe, apoia e compreende a gestante/puérpera?


Se sim, vem acompanhar essa lista que criamos, com 10 dicas incríveis, para que você possa por em ação junto daquela família que te solicitar um suporte.


1 - Se disponibilize para ajudar com as tarefas de casa, como: lavar louça, lavar roupa, passar uma vassoura na casa e etc: Lembrando sempre que a mãe e o pai estão em fase de adaptação com esse novo membro da família e tudo que eles mais querem é privacidade e tempo para pensarem em como funciona essa nova rotina.


2 - Prepare marmitinhas para congelar ou para ingestão imediata: novamente sobre o tempo e disponibilidade que esse casal não terá para fazer grandes preparações, por isso, é importante pensarmos que entregar comidas nutritivas para eles nesse momento, pode ser um dos melhores carinhos em forma de presente, que eles irão receber.


3 - Entregue água para a mãe, sempre que ela estiver amamentando: durante o momento da amamentação, a lactante sente muita sede e é preciso estar sempre repondo água no organismo, por isso, se você estiver perto de uma mãe amamentando, sempre a questione se ela quer uma garrafa de água.


4 - Veja se essa família precisa resolver alguma urgência na rua e se for possível, se disponibilize para ir: os tempos atuais de pandemia, não nos permitem estar tão fora de casa, mas se você estiver com mais disponibilidade e fora do grupo de risco, se ofereça para resolver pendências que essa família tenha para fazer na rua. Lembrando sempre, que gestantes e puérperas entraram para o grupo de risco, por esse motivo é importante manter se manter atenta a qualquer conta externo.


5 - Só faça visitas se for convidado, não chegue de surpresa: nada mais incômodo para uma família recém parida do que receber visitas inesperadas. Respeite e aguarde o tempo dessa família, deixe com que eles se adaptem e dessa forma se sintam confortáveis para recebê-los. E quando for fazer uma visita, verifique se essa família está precisando de ajuda com algo da casa, isso irá ajudar demais.



6 - Evite os palpites, esteja ali para ajudar e apoiar: sabe aqueles palpites super não solicitados que recebemos sobre nosso corte de cabelo, roupa do dia, prato de comida e etc. Eles são super incômodos, não é mesmo? Por isso, se sentir vontade de palpitar em qualquer atitude que aquela família esteja tomando com seu filho, pense duas vezes e reflita se irá ajudar ou se é apenas para aliviar seu ego.


7 - Se ofereça para olhar o bebê, enquanto ela toma um banho: ao chegar na casa dessa família, converse com a mãe, pergunte sobre ela, seu estado físico, emocional, quais são suas necessidades do momento e verifique se ela quer tomar um banho, dar uma respirada no banheiro, enquanto você olha o bebê.


8 - Respeite as decisões que os pais tomaram para a criação de seu filho: "ah mas não vai colocar brinco nela?", "coitado, não come nem um brigadeiro?", "nossa, que tipo de comida é essa em pedaços, eles vai engasgar". Não seja esse tipo de pessoa, respeite as escolhas dos pais, entenda que eles estão querendo o melhor para seu filho e se você fez diferente, está tudo bem.


9 - Oferecer para ficar um pouco com a(o) irmã(o), levar para passear ou brincar - caso tenha: essa família está no segundo ou terceiro filho e você não sabe como pode ajudar? Lembre-se que existe um recém irmão mais velho, que com certeza vai precisar de atenção, por isso, verifique se essa família aceita que você passeie com essa criança, leve-a pra brincar e dê um tempo de qualidade pra ela.



10 - Ofereça uma escuta ativa e respeitosa para essa família, se mostrando disponível e compreensivo: pergunte sempre como essa família está em questões físicas e emocionais, verifique se eles estão precisando de um ombro amigo, de um conselho solicitado, de um carinho em forma de alimento ou simplesmente de uma conversa sobre assuntos banais para distrair a cabeça. Seja presença mesmo que distante.

E ai, gostou desse post? Então não deixa de comentar aqui embaixo e enviar para todas as pessoas da sua rede de apoio :)

  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Pinterest

Gestar

Rua Antônio Silva, 68 - Niterói - RJ
CNPJ: 38.544.620/0001-64

+55 (21) 9 7535 5039

Fotos cedidas por:

Copyright © 2020 Gestar, todos os direitos reservados.